Cursos saturados = conhecimento guardado

Olá galera, nesta postagem estaremos esclarecendo alguns fatores que levam muitos dos jovens a ficarem indecisos na escolha de sua profissão, o que dificulta ainda mais para que ele faça a faculdade que deseja, justamente por causa do mercado saturado onde a procura é maior do que a oferta. Além disso estaremos colocando outros pontos, tais como escolher fazer um vestibular de última hora, e claro, não deixaremos de colocar as nossas dicas SONHADORES ;D

Falost

Cursos saturados = conhecimento guardado




O tema da semana nos faz pensar... que faculdade devemos fazer? Sim, existe uma “infinidade” de opções, e nos deparamos com a barreira que os pais colocam, ou outras pessoas que já passaram pela experiência de fazer uma faculdade, lhe dizendo que determinada área está saturada, mas isto faz parte, creio eu que todos que planejam continuar seus estudos passarão por isto, bem... explicaremos principalmente os “mil” motivos para que continuemos a desejar determinada faculdade, mesmo que ela esteja saturada ou não, afinal, não adianta fazer uma faculdade em algo que você não gosta, pois você corre o risco de desistir e perder dinheiro com as mensalidades.

Antes de tudo, você deve começar a fazer uma lista, o que mostraremos a seguir:

1 – Colocar seus interesses:

Então, listar seus principais interesses é o primeiro passo para uma boa escolha de um curso universitário. O que posso incluir nesta lista? Inúmeras coisas, tais como a disciplina escolar favorita, as suas facilidades, o tipo de atividade preferida, se você tem bom desempenho nas provas de matemática ou até mesmo nas de português, biologia ou história... E assim vai, são inúmeros interesses como havia dito, e ajuda a identificar a área que mais combina com você.

Fonte:

http://educarparacrescer.abril.com.br/comportamento/dicas-escolha-profissao-472174.shtml#


2- Conheça a si mesmo, liste suas habilidades

Que criança nunca se perguntou o que vai ser quando crescer? Muitos delas com sonhos de ser um piloto, astronauta, médico e assim vai, e em determinado tempo, elas começam a desenvolver habilidades pessoais que o fazem descobrir uma nova profissão, mas claro, o papel dos pais é fundamental nesse processo, ou seja, conversar com seus filhos, mostrar a eles as possíveis escolhas e as vantagens. Após esse primeiro período da infância, o jovem já pode começar a pensar na profissão desejada.


Se você desconhece suas habilidades, se acalme, pois testes vocacionais poderão estar lhe ajudando nesse processo de escolha, mas tenha consciência que eles não lhe darão respostas prontas, este trabalho é somente um instrumento para se conhecer melhor e descobrir suas habilidades e aptidões.

Todos nós já sabemos que para conseguir uma ótima profissão é necessário diversas habilidades certo? Pois então, também está claro em nossas mentes que cada profissão necessita de habilidades distintas isso é fato, mas citarei aqui 20 habilidades que encontramos que são essenciais em qualquer profissão, sem restrições. Irei buscar cita-las de modo que você entenda sem muito esforço, vamos lá guarde estes conselhos em sua cabeça.

As 20 habilidades que vão além de qualquer curso, não importa se seu curso é saturado, se você tem as habilidades encare-o, estas habilidades são características principalmente também de um bom empreendedor:





3 – Deixa de ansiedade e comece a planejar o seu futuro profissional:





Antes de iniciar uma carreira, deve-se ter em mente de que não será possível conseguir tudo de uma hora para outra, então se deve entender os passos necessários para concluir seus objetivos e não desanimar durante este processo, não deixar que a ansiedade se transforme em desespero. O importante é ouvir e perguntar o máximo que puder. Ao ingressar na faculdade, se você não tiver condições não faça todos os cursos de uma vez, faça um de cada vez, mas sempre pensando em suas metas e seguindo com calma. Isso demonstrará o profissional que você é, saber planejar e ter paciência é extremamente útil no mercado de trabalho. Apesar que: “Uma dose de ansiedade pode ser benéfica, uma vez que leva o aluno a se dedicar mais inteiramente ao processo de escolha. Não a ansiedade que paralisa, mas a que mobiliza para a vida” (Alessandra Suplicy Conway, psicóloga em Santos-SP e membro da direção da ABOP)




Fontes:

http://www.oquerolavest.com.br/blog/?cat=11

http://noticias.r7.com/vestibular-e-concursos/noticias/saiba-como-escolher-o-curso-certo-no-vestibular-20091031.html

4 - TPV (Tensão Pré-Vestibular)


Ignorar o nervosismo em ano de vestibular é praticamente impossível, e com a proximidade do mesmo não significa que deverá necessariamente aumentar suas horas de estudo, e sim se preparar o quanto antes possível ao longo do ano, isso fará com que você esteja pronto para os obstáculos do vestibular. Para se dar bem é necessário haver tranquilidade, isso é o fundamental para se ter um bom resultado nas provas, e claro, jamais fique preso aos estudos, não se deve esquecer de sua vida em ano de vestibular, é necessário também descansar a mente, mas sem abuso, fazer programas “lights” tais como sair com os amigos, ir ao cinema, sair para comer, praticar atividades físicas e ter uma boa alimentação, são coisas que não afetem o seu rendimento nos estudos se praticados moderadamente.

Fonte:

http://www.saofranciscobh.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=274:tensao-pre-vestibular-ufmg&catid=34:noticias&Itemid=91

5- Se informe de possíveis carreiras profissionais:

Bem, bem, como estávamos vendo, devemos enumerar nossos interesses, traçar objetivos e transformar a ansiedade em planejamento. Mas agora que estamos sabendo de tudo isso, vamos nos informar sobre as possíveis carreiras. Conhecer cada uma é fundamental para a escolha, principalmente para saber das profissões que estão saturadas, e se estiverem, o que farão para conseguir se ingressar neste mercado. Como exemplo base, um siderúrgico não terá tantas chances no mercado em Itajaí mas em Joinville seria o contrário, pois o mercado de lá necessita mais destes profissionais, ou seja, determinada profissão varia de região para região.


APROFUNDANDO NO ASSUNTO




Se os seus pais lhe dizem que certa área está realmente precária, pesquise sobre esta área e veja os “N” motivos para eles lhe dizerem tanto isso, se quiser seguir por um caminho seguro, pode estar fazendo um curso técnico e se especializar com base nele, atendendo as necessidades da indústria, ou até mesmo procurar se informar sobre a profissão de seus pais e ver as vantagens que ela lhe oferece, mas tenha cuidado com algumas coisas, que estão explicadas a segui
Algumas pessoas mesmo sabendo o que querem ser profissionalmente, mudam muitas vezes de opinião, largando a faculdade ou o trabalho após formados, e tomam rumo em outro vestibular para tentar uma nova carreira, o que geralmente é diferente da carreira anterior. Arquitetos que tem objetivo de ser músicos, enfermeiras que preferiram a informática, advogados que querem se tornar médicos, e assim vai.

Quem nunca conheceu alguém que estudava em uma boa faculdade, e que porventura abandonou o curso pela metade? Isso é muito comum, os motivos são vários, um deles é a pressão em decidir cedo o que ser “amanhã” sem sequer estar preparado para o “mundo real”. Seja porque a família cobra uma certa profissão, ou mesmo porque tal ocupação está na moda e está dando muito dinheiro. Mas ai que fica a pergunta. Onde fica a vontade do próprio estudante em seguir o que realmente gosta?

Além das pessoas de convívio, os pais ente
ndem cada vez menos quando os universitários mudam de curso ou dão simplesmente uma parada para o que realmente querem fazer. Isso por razões óbvias, a interferência de todos sem ao menos ouvir o que o único interessado tem a dizer. Além de cobrar pressiona o estudante cobrando resultados.

A escolha da profissão é realmente um passo muito importante para a vida de muitos, mas não deixe se levar somente pelo salário, pois nem sempre será um trabalho que você gostará de estar realizando, vamos ver agora, o que você espera de seu futuro? Ser bem sucedido? Fazer o que gosta mesmo que ganhe pouco? Ou simplesmente viajar pelo mundo?

Quem não sabe seu caminho desejado não vai a lugar nenhum, então escreva o que lhe mais motiva e veja que carreiras se relacionam com suas características.



PROFISSÕES QUE ESTÃO EM ALTA

Profissões de áreas como a informática e telecomunicações por exemplo, são dignas de serem chamadas de profissões do futuro. Mas, a profissão estar em alta no momento, não significa que a mesma continuará em alta quando você concluir seu curso, então analise bem o mercado e preste muita atenção.


OBSERVANDO ALÉM DO NECESSÁRIO



Após escolher a profissão, deve-se enxergar além do horizonte, pois não basta pesquisar sobre o mercado atual e o futuro dele para a carreira que deseja seguir, o que muitos dos estudantes esquecem na maioria das vezes são de outros fatores que devem ser analisados antes de se tomar uma decisão.



1. Se a área que deseja seguir está saturada no Brasil, ela pode estar em alta em outros países, um exemplo básico disso é a grande quantidade de profissionais em enfermagem que se formam no Brasil, tais países como os Estados Unidos e Canadá estão com um déficit de profissionais desta mesma área, então caso você esteja disposto a se especializar na língua estrangeira e dedicar-se um pouco mais pode conseguir um bom emprego em outros países.



2. Veja que algumas carreiras profissionais estão sempre em constante mudança pois o engenheiro de hoje não é o mesmo que entrou no mercado há dez anos atrás. Então procure conhecer o caminho da profissão que pretende seguir e veja o que se é necessário para ser bem sucedido nela. Mas tenha em mente que a palavra-chave para o sucesso em qualquer carreira, é fazer aquilo que você gosta.



Fonte: YOUTUBE



E qual a importância do NETWORK? O que é NETWORK?

Em um mercado saturado, é importante de que o futuro profissional tenha um bom NETWORK (rede de contatos), havendo isto ele terá uma influência positiva na carreira, pois não basta apenas ser competente, é essencial que mantenha a empregabilidade. Então com esta ferramente eficaz, que é alem de uma ferramente, e sim um hábito que se for bem desenvolvido pode lhe beneficiar em vários aspectos, colocaremos os sete mais importantes, mas claro que para se fazer um bom Networking não é ficar enviando e-mail para todo profissional que você achar, isso é ser “chato”, isso leva muito tempo e tem de haver muita paciência.

•Ter acesso a oportunidades no mercado de trabalho;
•Captar informações relevantes para o dia a dia;
•Divulgar seu trabalho;
•Obter novos clientes;
•Solicitar conselhos;
•Captar recursos financeiros para um projeto;
•Recomendar serviços.

O relacionamento para qualquer profissional deve ser igual o dado para os familiares, amigos e etc, havendo respeito, lealdade e principalmente reciprocidade (responder a alguma ação positiva), para que um networking seja uma “via de mão dupla” (dar para receber digamos...), é necessário que o outro queira e deseje lhe contatar.

Para que esse outro profissional lhe deseje contatar, tente demonstrar seus valores, coloque-o diante de contatos que lhe dê bons negócios, seja sincero mesmo que isto comprometa a venda do seu serviço ou produto que poderá lhe gerar maior credibilidade, encontre algo único que os una e assim gerar um vínculo, não fale coisas desnecessárias e que só você queria falar... Fale algo que interesse o outro também, e por último, esteja sempre presente, sempre mesmo... Até quando você não precisar de nada.

Para expandir seu network, o utilize em duas formas, o off-line, e o on-line.

Off-line: São com a família, colegas, associações, cursos e amigos que você tem convívio diariamente e podendo ver pessoalmente.

On-line: Pode estar o utilizando com redes sociais, diretórios de negócios (LinkedIn), gerenciadores de contato (Plaxo), fóruns de debate (Yahoo Group) e comunicadores (MSN).

Redes de relacionamentos são o quarto segmento mais popular da internet, onde pode se encontrar pessoas fazendo negócios e amizades o tempo todo. Mas claro que não é para ficar atrás de uma tela trocando conversa e negócios, seria bom agendar um almoço, ou até mesmo um café com seus contatos e claro, procurar sempre levar novos profissionais para que a rede se multiplique e prospere. Caso você seja despreparado, tenha medo de ser rejeitado entre as pessoas ou simplesmente vergonha... não pratique o networking até que você gere autoconfiança por meio de preparo. Então treine! Habilidades como coragem, determinação, empatia, saber ouvir além de falar, e ter disciplina contribuem para um bom networking.


Fonte:

http://www.efetividade.net/2010/03/15/networking-amplie-seu-circulo-de-influencia/

5S

Outro método que faz com que o profissional se destaque no mercado, é a aplicação dos 5S que vem sendo aplicado tanto no trabalho como no ambiente de convívio.

5S
-Seire (Senso de Utilização): Separar coisas inúteis do útil é o primeiro de tudo, se possível, eliminar o inútil, isso fará com que arrume mais espaço e saiba onde esteja o que realmente precise.

-Seiton (Senso de Ordenação): Sempre deixar tudo arrumado, o que facilita na busca por algo, principalmente no ambiente de trabalho.

-Seisõ (Senso de Limpeza): Eliminar a sujeira no ambiente de trabalho e o deixando favorável para o desenvolvimento das atividades é algo muito importante, pois organização e limpeza estão sempre juntos.

-Seiketsu (Senso de Saúde): Tente padronizar valores e práticas favoráveis a saúde prática, tem o conceito de manter um ambiente de trabalho favorável.

-Shitsuke (Senso de Autodisciplina): É o mais importante de todos, sem este, não haverá outros 4S que possam estar lhe ajudando, tem de fazer as atitudes um hábito, o transformando em um modo de vida. Se adaptar às novas realidades de modo que a relação ambiente e pessoas se tornem recicláveis e sustentáveis de modo saudável.

“E qual o motivo para falar sobre os 5S neste tema?”

Não preciso de motivos para estar colocando aqui, ele é muito importante desde o convívio em casa, na escola e até mesmo no ambiente de trabalho, o profissional que não aplica os 5S, também não se destacará neste mercado saturado... Pois estará sendo entendido principalmente como um irresponsável em deixar de organizar suas atividades, e demonstrando total falta de interesse. E além do mais, a cada minuto que se perde organizando, você ganha uma hora a mais, lembre-se disso.


Fontes:

http://docs.google.com/viewer?a=v&q=cache:bY_Tz54NqfoJ:www.anvisa.gov.br/reblas/procedimentos/metodo_5S.pdf+5S&hl=pt-BR&pid=bl&srcid=ADGEESjHZMY4H40FS44ysPVPn8tWrelMoNHuvkotHvNOB37Cr6oY1qYY53-6Pf53iuZQvXVHBl9UtgcfWJlqb9s9WT1W4apuI7VKHvb-FSQuRykCWCkTN4jdxCebJTLI4_oC306q4tYg&sig=AHIEtbR_tdGl7UK-05FqNhsQp4uHNmxaEQ

http://pt.wikipedia.org/wiki/5S


DEPOIMENTOS


Filipi

Diante de um curso saturado, o que os pais mais esperam de seus filhos é que escolham uma profissão onde tenha garantia de emprego mais facilmente. Mas o que todos querem realmente é que seus filhos possam cursar algo de seu gosto, de acordo com seus interesses, habilidades e entre outros. Mas o apoio “desmotivador” dos pais acaba com a grande maioria dos filhos, como a Its havia dito “ E agora José? ”, agora terá de pensar melhor no que fazer, pensar em como vai se ingressar neste mercado e passar pela “peneira” de profissionais, saindo empregado com muito esforço. Não basta querer fazer uma faculdade em que a área está em grande necessidade de profissionais, sendo que não tem a mínima competência em aplicar seus conhecimentos nesta área e acabar gastando dinheiro para nada!

Francisco

Além do que discutimos neste tema quero deixar algo muito, muito importante aqui bem destacado, existem muitos cursos saturados claro, mas também existe aquele curso tão saturado e que se pode concluir sem muito esforço, e com certeza esta em alta nos dias de hoje, o curso “profissionalizante em vagabundos”, sim meus caros leitores não é novidade que muitos jovens deixam de estudar, se dedicar, soar por um futuro melhor. Este com certeza é um curso que você não deve optar apesar de ser gratuito trás graves consequências que geralmente só são percebidas mais pra frente, quando já é tarde demais.

Bruno

Um modo que vejo de driblar o mercado saturado seria se especializando em determinada área, e também nas áreas que trabalham ao redor dessa área, ou seja as outras áreas que trabalham em conjunto com uma específica. Dessa forma você tem um atrativo no currículo.


Vídeos






5 comentários:

Gamerulez disse...

Nossa, quanta coisa.
Vou deixar para ler o resto amanhã, mas dei uma olhada geral também e está muito bom.
Parabéns!

Byll disse...

Bem esclarecedor. Pô, eu já larguei 2 cursos na faculdade (Economai e Adm) e to no 9° semestre do terceiro (Publicidade)...e aí não sei o que quero da vida...hehe..abraço.

Confira: http://byll10.blogspot.com

Anônimo disse...

muito bom são coisas importantes que as vezes não paramos para pensar

Anônimo disse...

Realmente, isso de começar um curso e largar por não ser o que realmente quer aconteceu com o meu irmão, as vezes a gente deixa em cima da e acaba nem pensando o que realmente quer

Anônimo disse...

Isso ai galerinha, é bom estar se informando!!! principalmente sobre este Network, no futuro precisarão muito dele com este mercado saturado! Deixo aqui um boa sorte e até o próximo tema, estou a espera e torcendo para vocês! :DDDD

Postar um comentário